sábado, 30 de dezembro de 2017

ANO NOVO - 2 0 1 8

DESEJO A TODOS OS MEUS SEGUIDORES  E AMIGOS...
UM FELIZ ANO DE 2018...


S. Silvestre da Golegã

E foi assim, que se acabou o ano de corridas, aqui, não muito longe de casa, aproveitar o convite feito pelo Amigo Rui Queixada e Lena, (Fisio-Massagem), os meus agradecimentos, é sempre com muito gosto e orgulho que visto esta camisola.

Foi mais uma noite de rever os amigos habituais das corridas, somos sempre os mesmos, temos este gosto em comum...
Organização a cargo da Câmara Municipal da Golegã.
Pelas 20:00, lá estamos nós, levantamento dos dorsais, a habitual conversa, desejos de continuação de boas festas e bom ano novo e quando se dá conta está quase na hora da partida, ainda houve tempo para um curto aquecimento, uns dez minutinhos só mesmo para aquecer o motor, que anda um bocado em baixo e aqui, ia-se fazer um teste, para ver o que isto dava, objetivo definido antes da partida tentar fazer dentro do 40' e acho que foi alcançado.
Noite agradável para a prática deste desporto, não estava frio, nem chuva e só faltava mesmo era ser dado o sinal sonoro para a partida...
Não vou dizer que me senti bem, porque me estava a enganar a mim próprio, parte inicial da prova com alguma reserva e à medida que íamos progredindo, tentava manter o ritmo e não baixar, sempre em grande esforço, pois quem não treina este tipo de coisas, depois sofre e foi isso que me aconteceu.
A partir dos 7 km tive que baixar um pouco a pressão, as pernas a começarem a dar sinais de cansaço, especialmente as coxas, com algumas dores e a respiração em alta rotação.
Mais uma concluída, não como gostaria que tivesse sido, mas foi o que fui  capaz...
Para a próxima será melhor. 
Desta vez deu 40'.47'', 76 da geral e 8 do escalão M/50.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

2ª. S. Silvestre Solidária - Constância/BrigMec

Realizou-se no passado dia 17.dez.2017, a II Edição da S. Silvestre SOLIDARIA, Constância/BrigMec, Brigada Mecanizada em Santa Margarida, com início às 15:00, para os escalões do mais jovens e a prova maior agendada para iniciar às 17:15, na distância aproximada de 8.800m.
Em simultâneo realizou-se a 2ª. Caminhada Solidária.
Organização a cargo da Brigada Mecanizada e da Câmara Municipal da Constância.
Tendo como objetivo apoiar a loja Social de Constância que visa "ajudar e prevenir para fazer face a situações de grave carência ou súbito  agravamento das condições sociais da população do concelho de Constância".
Inscrições efetuadas online, como todas as outras, mas com  uma grande diferença, aqui não se pagam em dinheiro, mas sim em géneros, alimentares preferencialmente e roupas, cada um contribui com o que pode...
Prémios para todos, desde os benjamins até aos mais velhos, veteranos mais de 50 anos.
Para os mais novos existia um espaço de diversão acompanhado de um lanche que se estendeu para todos.
Ficam aqui os meus parabens à organização e a todos os que contribuíram para que este evento fosse um sucesso.
Tal como tinha sido pedido pela organização, para nos deslocarmos com alguma antecedência para o local do evento a fim de se evitarem  grandes filas para o levantamento dos dorsais e por volta das 16:15, lá estava eu e a minha Paixão.
Levantamento do kit, cumprimentar gente amiga que é nestes locais que os encontramos e um pouco de conversa com um e outro e o tempo vai passando e está quase na hora para mais esta grande corrida, à medida que anoitecia, ia ficando mais um frio.
E à hora prevista lá fomos, todos com grande vontade de correr, pelo menos para aquecer, saída do espaço militar em direção às povoações vizinhas, com muito sobe e desce, que me dificultou bastante o meu andamento, não sei porquê, mas acho que estou a ficar mesmo velho e sem forças, especialmente a subir, em plano ainda conseguia acompanhar o pelotão, mas nas subidas era vê-los passar... e é que nunca mais terminava, mas lá consegui chegar ao fim...
Terminei com o tempo de 38'.05'', 9º. do escalão M/+50 e 55 da geral.
A Antonieta conseguiu, o 1º. lugar do escalão F/+50.
Aqui fica o registo do podium...

Veja aqui os resultados
Hoje vai ser a última do ano, Golegã espera-nos... Aqui vamos nós.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Trail de Abrantes 100


Trail de Abrantes - 100 - Solo

Trail Ultra XL, Grau 2, Distância 104kms...

Realizou-se no passado dia 09 de dezembro, pelas 01:00, a II Edição do Trail de Abrantes - 100.
Organização a cargo da Câmara Municipal em parceria com o Clube Orientação e Aventura.
Secretariado e toda a restante logística do evento, sediada na Cidade Desportiva de Abrantes, abrindo às 18:00 do dia 08 e até final do evento... no dia 10.
Como no dia 8 foi feriado e ainda bem, pois deu para descansar um pouco mais antes de mais uma noite ao relento, frio  e chuva.
Com o início para as 01H00 e um pouco antes lá estava eu, a rotina habitual, levantamento do dorsal e pôr a conversa em dia com alguns amigos e acabar de equipar  e mentalizar-me para mais uma noitada, mas é como se diz "Quem corre por gosto não se cansa" e porque a hora aproximava-se a passos largos e há sempre qualquer coisa de última hora para levarmos no bornal, por isso temos que rever tudo de novo, alimentação, hidratação, luz e baterias suplentes, comer qualquer coisa e ir até à zona da partida, onde se procede ao controlo de material obrigatório.
A noite até estava agradável, boa temperatura, só que pouco antes do início começou a chover, aquela chuva miudinha, ou cacimba, que nos acompanhou, durante quase toda a noite... 
E assim às 01:00, lá estávamos, cerca de 150, corajosos que trocaram o seu conforto de casa junto ao calor da lareira e ver um mau programa na TV...
Eis aqui alguns registos antes e durante a partida...



E aqui começou a aventura que para mim foi cerca de 12:30, mais uma que o no passado, mas fez-se, sempre com grandes dificuldades...
Partida em frente à entrada do Estádio, seguindo em direção à rotunda em frente às piscinas e passarmos de novo junto à meta para depois sairmos logo à direita para a zona de arvoredo e seguirmos em estradão, passagem junto ao quartel, em direção ao parque das merendas de S. Lourenço, a partir daí, não sei mais por onde andei, passei por várias povoações que seguidamente mencionarei como locais de abastecimentos...
Logo ao início apercebi-me que o frontal não ia colaborar, ligava e desligava e passado uma hora já estava sem luz, aproximou-se o amigo Ico que prontamente me auxiliou, na substituição da bateria e lá segui de novo, estava a começar, e de novo veio o mesmo problema, o cabo tinha uma folga e nas descidas com o impacto oscilava e ficava sem corrente, mas lá se aguentou, depois de o mudar de posição, isto tudo já depois de ter passado o 1º. abastecimnto, situado no Grupo Amigos Motards - Abrantes, daí, seguiu-se o próximo em Sentieiras, aos 16kms, como era de noite, não sabia bem por onde andava, como não conheço a zona, era seguir as marcações, que por vezes eram escassas, mas também não dava para sair da estrada de terra, havia que continuar e assim alcancei o 3º. abastecimento, em Casais Revelhos, (Museu Etnográfico) aos 25kms e um quarto (1/4) já estava feito.
Seguir para o próximo que ficava a 6 kms, em Casal das Mansas e já lá iam uns trinta feitos com cerca de 03:00, os caminhos para mim eram todos iguais com a chuva miudinha a cair e o escuro, só se via mesmo o pouco que o frontal iluminava e não era muito... devido também à neblina.
PAC 5, ou posto de abastecimento, em Mouriscas, Escola Profissional, isto ao km 37,5, sem mais nenhuma referencia do percurso e assim atingi a metade, 50kms feitos em Concavada, no (CDR), Aqui estaria com 5:45 de prova, sei que aqui os abastecimentos estavam excelentes, já em alguns não posso dizer o mesmo.
Mais uma etapa concluída, depois de abastecer, lembro-me de ter tomado um chá não muito quente, mas soube bem e seguir para o próximo que ficava a cerca de 8 kms na Central do Pego, não sei se era aqui que havia uma fábrica, parecia de carvão e deitava muito fumo e assim o dia foi surgindo sem nós darmos conta, visto que havia muita nebulosidade e com o nascer do dia a chuva  foi-se dissipando  e entretanto estava   no PAC 8, na Junta de freguesia do Pego, aí como era já era de dia, lembro-me de ter passado pelo Centro Dia, muito bem arranjado e depois de entrar num estradão, bem largo que nos levou para fora da aldeia, para entramos de novo em zona de arvoredo característico da região, sobreiros e azinheiras e por vezes alguns medronheiros, que ainda deram jeito... e chegamos a Arreciadas, km 75, penso que foi aqui que seguimos um pouco ao longo da linha do comboio e atravessamos uma grande ponte, e lá estava uma placa que dizia União das Freguesia de Alvega e Arreciadas e 3/4, já estavam no papo, só já faltavam 25kms.
Neste abastecimento agradeço, a bifana que me arranjaram, bebi um pouco de coca cola e lá fui para mais uma etapa, mas cada vez já custava mais, as forças iam começando a faltar e os ossinhos dos pés e joelhos começavam a doer a valer, mas tinha que ser, quem já tinha chegado ali, teria que ir até ao fim, nem que fosse sempre a caminhar, mas não foi dando sempre para correr, pouco mas correndo.
PAC 10 - 80 kms, em S. Miguel Rio Torto, aqui havia umas empadas, muito boas, peguei numa e acompanhou-me até quase ao próximo abastecimento, este percurso, talvez o mais belo, pela paisagem e pelo trilho, junto a uma encosta de um rio que ficava bem cá em baixo, subidas nada de especial, poucas, mas mesmo assim ainda deu para caminhar um pouco, antes mesmo de chegar ao Tramagal... e estava na última etapa do percurso, que tanto me custou, várias vezes parei e questionei-me se iria bem, voltava para trás e não via ninguém, lá continuava de novo, mas o meu pensamento era sempre o mesmo, vou enganado, já passei por aqui, e de novo parava e olhava para trás, mas não via nem vinha ninguém, isto num dos melhores trilhos do percurso, junto às margens do rio Tejo, sabia que tinha que atravessar uma ponte, na rossio, mas nunca mais se avistava a ponte, até que passou por mim um amigo da estafeta 4/25 e me disse que ia na direcção certa, tinha era de continuar e assim foi, passagem pela parte de baixo da tal ponte e subir para a mesma no outro lado e depois de atravessar, fazer o mesmo, passar por debaixo da ponte e seguir a margem direito do Tejo.
A cereja uma pequena cereja, estava quase, quase no fim, uma subida a pique para o cidade desportiva, mas já faltava pouco e aí tudo se fazia... e por fim entrada no estádio Municipal de Abrantes e só já faltava a volta de honra, 400m e a meta estava mesmo ali...
E junto à mesma estava a minha Paixão, que me auxiliou e ajudou, desde os 67kms, para ela mais uma vez o meu muito obrigado.
E assim terminei, passado 12:35', 7º. da geral e 1º. do escalão M/50.

Veja aqui as Classificações

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Trail do Chícharo da Serra

Trail d'O Chícharo da Serra 2017 - ROTA do CALCÁRIO
 
Realizou-se no passado sábado, dia 25/NOV, pelas 09:00, mais uma edição do Trail do Chicharo da Serra, nas distâncias de 25km e 15km e ainda uma caminhada de10km, em Santa Catarina da Serra - Leiria.
Organização a cargo da ForSerra - Associação de Desenvolvimento e Gestão de Património de Santa Catarina da Serra, integrado no 12º. Festival Cultural e Gastronómico "O Chícharo da Serra", onde decorreu a festa de encerramento do Circuito do Calcário e ADAL 2017. Secretariado da prova instalado junto ao Complexo Desportivo da União Desportiva da Serra...
Após um breve aquecimento, a acompanhar os guias, no interior da tenda onde estava instalada a meta para as partidas e chegadas.
Partida... Saída da tenda, para iniciar mais uma aventura...
E há hora prevista 09:00, já passavam uns minutos, foi dado o sinal de partida, para uma mão cheia de atletas, correrem por estradas rurais, trilhos, excelentes singles trakcs, pela Serra acima, numa parte inicial da prova, um constante sobe e desce, durante cerca de 12 kms, algumas subidas e descidas acentuadas e bastante íngremes, para as quais teríamos que ter algum cuidado...
Depois destes 12kms, apanhou-se uns trilhos muito bons mesmo, para correr, aqueles que ainda o conseguiam fazer, agora já com subidas e descidas mais suaves, trilhos bem trabalhados pela organização, muita zona de medronheiros, onde numa zona o chão pintava-se de vermelho, parecia um tapete... ainda comi uma meia dúzia deles. Marcações e abastecimentos muito bons.

Prova simples e muito bem estruturada, onde havia de tudo .
Parabéns aos organizadores que nos proporcionaram uma bela manhã desportiva, com todos os requisitos para uma prova ter êxito e este teve.
Abastecimento final 5 estrelas.
No valor da inscrição tínhamos direito a um vale de desconto, no valor de 5€, para descontar na refeição, no caso de querermos usufruir de uma refeição à escolha, no festival do Chícharo, prato principal Chícharo, com carne ou peixe a acompanhar... Foi a 1ª. vez que o comi e adorei.
Pódio conjuntos Femininos e Masculinos, neste caso no escalão dos 50... idade da sabedoria.
Terminei na 7ª. posição da geral e 1º. do escalão M/50, mas não foi fácil... com o tempo de 02.31'.
Pódio do Circuito do Calcário - 2017...
Encerramento do "Circuito do Calcário 2017", onde me classifiquei em 2º. no escalão e por equipas em 1º. a nossa grande equipa "Caracol Trail Team"...

A minha Paixão, nesta prova ficou em 2º. do escalão F/50 e em 1ª do escalão no Cricuito do Calcário 2017. Parabéns para ela, mesmo sem treinar, conseguiu um excelente resultado e venha próxima...